quarta-feira, 8 de julho de 2009

Mas o amor não deixa.

Você apareceu pra consertar o que estava errado, pra pôr no lugar certo todos os meus sentimentos. Você apareceu para sanar minhas dúvidas, para me fazer compreender o verdadeiro significado da palavra amor. Eu sei que deveria ter lhe dito isso enquanto estava ao teu lado, mas esse foi só um dos meus erros... eu nunca fui perfeita. E mesmo que alguma vez eu tenha te magoado, te decepcionado eu nunca quis te ver mal, nunca quis te ver longe de mim. Admito que eu não soube te dar o que você merecia, não enxerguei a tempo que você era meu presente, meu tesouro que deveria ser cuidado e amado. Só você me fez notar e me ensinou a dar valor à tudo que eu tinha o meu redor. Só você foi capaz de iluminar meu caminho, de me proporcionar o que faltava até então. Não tenho dúvidas de que você foi a melhor coisa que poderia ter me acontecido, e eu perdi. Mas se eu não me arrependesse, se eu não me culpasse diariamente tenha certeza de que agora eu não estaria aqui. Eu jamais teria insistido tanto se o meu sentimento por você não fosse o mais verdadeiro possível. Tentei me acostumar, me enganar. Tentei não me trair, não me entregar. Mas aqui dentro esse amor sempre falou mais alto e não consegui de volta o pedaço do meu coração que ainda é teu. Nunca desisti, quis ser forte, quis ignorar essas feridas que se abriram no meu peito. Mas és a única cura de todas elas, a única pessoa que pode me fazer voltar a sorrir inteiramente. Não encontrei em outros braços a felicidade que havia contigo, em outro olhar eu não encontro o brilho que me guiava pela escuridão. Todos os dias eu olho para a Lua sem parar, como se repentinamente ela pudesse me levar aonde estás, pra me tirar dessa solidão. Ultimamente ando precisando daquela paz que sempre senti ao teu lado, daquela paz que encontrei em teu sorriso. Eu sei que não vou te amar pra sempre, mas estou cansada de repetir para mim mesma que o tempo vai curar isso tudo. Porque a cada dia essa angústia só cresce no meu peito e dói demais te ver tão perto, tão bem, e não ser capaz de lhe dizer qualquer coisa pra te fazer lembrar. Me perguntei algumas vezes porque teve que ser assim e as respostas fogem tanto de mim, que já cheguei a conclusão de que elas não existem. Elas não vão me aliviar dessa incerteza, não vão arrancar do meu peito toda essa esperança. Já se passaram oito meses e o fantasma da tua ausência ainda está por perto. Então quem errou?

4 comentários:

Luan Fernando disse...

Incertezas: esse sentimento sempre é um ponto pra se levado a serio quando estamos em um romance, porque é esse sentimento que muitas vezes é responsavel pelo o fim de um amor.

mente inconstante disse...

"Não encontrei em outros braços a felicidade que havia contigo,
Ultimamente ando precisando daquela paz que sempre senti ao teu lado, daquela paz que encontrei em teu sorriso. Eu sei que não vou te amar pra sempre, mas estou cansada de repetir para mim mesma que o tempo vai curar isso tudo.
Me perguntei algumas vezes porque teve que ser assim e as respostas fogem...
Já se passaram oito meses e o fantasma da tua ausência ainda está por perto. Então quem errou?"

Lindo!

:O

Luciano de Sálua disse...

"O erro quem errou ao errar em nossas vidas."

Foi exatamente o que respondi quando alguém me fez a mesma pergunta.

Andréia disse...

muito profundo.. acho dificil falar de sentimentos e tal + vc se saiu muito bem então boa sorte com tudo

beijos