sábado, 20 de junho de 2009

Essa culpa

Devo admitir que eu não pensei que um dia amaria assim. Principalmente, não pensei que era tão difícil te esquecer, e que depois que você se fosse eu passaria tanto tempo só pensando em como seria ter sua companhia de volta. Eu pretendia te dizer que me arrependo, que vejo exatamente onde errei... Queria poder lutar por nós dois, e acredite, eu iria até onde fosse preciso só pra ficar ao teu lado. Nesse momento eu seria capaz de percorrer todos esses quilômetros que nos separam se ao menos pudesse ver teu sorriso. E te dizer que preciso da tua presença pra garantir minha verdadeira felicidade. Acho que essa dor que sinto aqui é só pela dificuldade de aceitar que nada irá unir nossos destinos outra vez. Me perdoa pela minha fraqueza, pela minha frieza... Perdoa por eu não ter conseguido demonstrar o que realmente sentia. Vou tentar não me arrepender, e quem sabe conseguir parar de pensar em você. O tempo cura, sara as feridas. Mas o meu coração não vai bater rápido assim por mais ninguém, não vai se perder desse jeito outra vez. Me pergunto quanto tempo mais essa saudade vai durar, e quanto tempo vai levar para que eu me acostume com esse caminho. Seguir sozinha não é tão fácil como eu havia pensado, era muito mais reconfortante ter tua paz pra me aliviar, pra me fazer prosseguir. A gente só dá valor quando perde um grande amor. Talvez não precisasse ser assim tão difícil, culpa minha.

3 comentários:

Zinhα disse...

me identfiquei :/
LINDO flor ! *-*

Bella Melo disse...

Lindo texto.
Essa semana também postei algo sobre essa dor.
Não sou a melhor pessoa para dar conselhos, mas vou repetir o que me disseram: você tem que tirar coisas boas desse sentimento e tem que seguir em frente, amar pra você e por você
beijinhos

Luciano de Sálua disse...

Culpa minha também. E agora já não sei mais o que faço.

Andando encontrando partes de mim em tuas palavras, e gosto disso.