quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Saudade, já não sei se é a palavra certa..

Não sei porque insisto em não saber viver sem você. Não sei porque as horas não passam, os dias não amanhecem, o sol sequer aparece. E mesmo que aparecesse, seria em vão, não há calor capaz de aquecer meu coração enquanto ele bate longe do teu. Não há nada capaz de me consolar, de fazer com que seja menos difícil. Nada ocupa teu lugar, nada faz o tempo passar mais rápido. E em meio a essa angústia, eu não encontro motivos para sorrir. Eu não encontro uma forma de não precisar das tuas palavras, dos teus sorrisos, da tua presença. Porque mesmo que fosse distante, ela é que me fazia querer viver. Mesmo que nunca tenhas estado exatamente perto de mim, é esse contato tão insuficiente que me faz seguir, que me faz te amar mais e mais a cada dia que passa. Eu não consigo ter forças nem vontade de existir em um mundo onde você não exista. Preciso TANTO de você, de uma forma que nem mil palavras seriam capaz de explicar.

Um comentário:

Luísa choonps disse...

uau, nesse texto tem tudo que ando sentindo e pensando nos ultimos dias . amei *-*